segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Futebol - Verão de 1988

Verão de 1988; em Vila Nova de Famalicão é o desespero total. O clube local tinha acabado de sagrar-se campeão da 2ª Divisão e, com isto, o regresso à Divisão principal nove anos depois da última participação. Mas o fantasma da corrupção esticava o dedo acusador a António Costa, Presidente do Famalicão, por parte do seu homólogo do Macedo de Cavaleiros. Mas esta história sempre foi muito mal contada.

Na época de 1987/88, a disputa pela primeira posição no Campeonato da 2ª Divisão Zona norte esta ao rubro, com Famalicão, Fafe e Leixões a disputar a subida. Antes do campeonato acabar, o Fafe já tinha protestado a utilização irregular, por parte do Famalicão, do jogador Kanu. Mas protestara também a vitória administrativa sobre o Macedo de Cavaleiros. Findo o campeonato em primeiro e conquistado o título, o Presidente do Famalicão foi acusado (a uma semana do início da época seguinte!) por parte de António Veiga, Presidente do Macedo de Cavaleiros, de ter pago ao clube para encenar uma invasão no seu campo ao intervalo por parte dos adeptos para assim o Famalicão ganhar o jogo “na secretaria”. Exibindo o cheque assinado por António Costa, o Famalicão foi relegado para a 3ª Divisão como punição e os presidentes do Famalicão e do Macedo de Cavaleiros foram irradiados do futebol. Na época de 1988/89 o Famalicão sagra-se vice-campeão da 3ª Divisão e regressa à 2ª Divisão.

Contudo, António Veiga veio desmentir-se um ano depois. O antigo presidente do Macedo de Cavaleiros veio a público assumir que o cheque era, na verdade, para o pagamento dos bilhetes dos adeptos do Famalicão, e que tinha feito a falsa acusação de suborno como forma de prejudicar António Costa, presidente do Famalicão. O Famalicão e António Costa foram reabilitados e, como tinham terminado a época de 1989/90 em segundo lugar na 2ª Divisão Norte, o Campeonato da 1ª Divisão foi re-alargado para 20 equipas, permitindo que o Famalicão subisse naquele ano, para “compensar” da injustiça…

Se isto fosse verdade…

2 comentários:

Miguel Samora disse...

Atenção carissimos dissidentes:
ESTE ANTÓNIO COSTA NÃO É O PRESIDENTE ELEITO PELO PS PARA A CAMÂRA MUNICIPAL DE LISBOA!

Dilucidus disse...

É engraçado como todos os clubes envolvidos circundam a invicta...

Isto suscita-me uma questão pertinente (como diria do Luís Filipe Menezes: "Humm... é um assunto pertinente").
A pergunta é: Qual será a fonte inspiradora de tanta corrupção e isenção de escrúpulos??? Humm... É deveras uma questão pertinente... Uma ajuda, todos os clubes do norte... Está quente...