quinta-feira, 27 de setembro de 2007

O Campeão sem Título

É o Campeão do Mundo de Fórmula 1 e um piloto muito rápido. Manuel Gião conseguiu triunfar nas categorias menores até chegar ao patamar mais alto do desporto automóvel. Mas, este é o perfil de Fernando Alonzo! Então em que situação é que os nomes de Alonzo e do piloto português Manuel Gião se cruzam?

Em 1999, estes dois pilotos disputaram o Campeonato da Europa de Fórmula Nissan, cuja organização estava ao cargo do Real Automóvel Clube da Catalunha e tinha como prémio final um teste com um Minardi de Fórmula 1. Na entrada para a última corrida, Gião liderava o campeonato com 154 pontos, seguido de Alonzo com 141. Durante a corrida, numa situação que a corrida tinha uma secção condicionada por bandeiras amarelas e que proibia as ultrapassagens, Alonzo ultrapassa Gião, assumindo o primeiro lugar na corrida. No final da corrida, Gião protestou o facto de Alonzo ter feito uma ultrapassagem ilegal, e até apresentou o testemunho de Tomas Scheckter que vinha atrás e presenciou o acontecimento. Tendo-lhe sido recusado sequer apresentar o seu protesto, o campeonato organizado por uma entidade espanhola conseguiu apresentar um campeão espanhol. É que na semana anterior a esta última corrida, Alonzo já tinha estado na fábrica da Minardi em Faenza para fazer o molde do banco e conhecer os engenheiros da equipa.

Após a derrota em 1999, Gião viria a sagrar-se campeão italiano de Superfórmula, vice-campeão de Espanha e Ibérico de GT e vice-campeão de Espanha de Fórmula 3, juntando aos títulos de Campeão português de Fórmula Ford e Vencedor da Taça da Nações de Fórmula Opel-Lotus (com Pedro Couceiro) que já tinha conquistado anteriormente. Quanto ao sonho de tripular um Fórmula 1 pago pela Telefónica, esfumou-se…

Se isto fosse verdade…

1 comentário:

Dilucidus disse...

Deixa estar como está e não mexas no passado. É igual para o resto do mundo Alonso e Gião. Afinal de contas, para o resto do mundo nós até somos espanhóis, por isso está tudo em família.

Greets!

P.S.: Estou a gostar da ideia do blog. Continua.